Inserir dados da Minha Obra

Ferramentas

Ferramentas

Nessa página, destacamos algumas das principais ferramentas e softwares de simulação disponíveis no mercado, pagos e gratuitos, para auxiliar na tomada de decisões na fase de projeto e uso operação, a fim de obter edificações energeticamente eficientes (fontes consultadas em maio 2018).

FILTRAR POR

PBE EDIFICA
ENERGY PLUS
EDGE
DOMUS DOMUS

WebPrescritivo (PBE Edifica)

O PBE Edifica é o único método nacional de etiquetagem de eficiência energética em edificações, lançado pelo Inmetro e a Eletrobras/PROCEL Edifica. A etiquetagem se aplica a qualquer edificação, residencial ou não, habitualmente ocupada por pessoas, incluindo edifícios comerciais, públicos e de serviços.
Um dos métodos de avaliação do PBE Edifica é a ferramenta online WebPrescritivo, na qual o usuário fornece os parâmetros de seu projeto e pode consultar o nível da etiqueta que o edifício pode obter, de A a E. A ferramenta está disponível apenas para edificações não residenciais.

Nota: O PBE Edifica está em fase de revisão, com previsão de publicação de sua nova metodologia até nov/dez de 2018.

A quais tipologias se aplica?

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia
Água

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

Energy Plus

Software grátis de simulação termo energética completa de edificações
Softwares de interface gráfica para visualização mais amigável do modelo e dos resultados:

  • Design builder (pago);
  • Open Studio para Google SketchUp (gratuito).

Outros semelhantes: TAS, eQuest.

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia
Água

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

Edge

Ferramenta fácil, rápida e gratuita para avaliar o projeto, que estima economias de gasto operacional e custo de implementação de medidas de eficiência para comparação de estratégias. São avaliadas as áreas de energia, água e materiais.

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia
Água

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

Domus

Software brasileiro gratuito de simulação higrotérmica e energética em edificações, desenvolvido pela PUC-PR, com subsídio da Eletrobras e de agências de fomento.

O software conta com um módulo específico para avaliação de sistemas de condicionamento de ar.

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia
Água

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

SEFAIRA
PVSYST
DEO
HOT 2000 HOT 2000

Sefaira

Software pago, dinâmico, para auxiliar criação de um edifício de alto desempenho energético. Importa modelagem geográfica de Google SketchUp ou Revit, e realiza simulações termodinâmicas.

A quais tipologias se aplica?

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

PVsyst

Software gratuito de cálculo e dimensionamento de painéis fotovoltaicos.

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia
Água

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

Benchmarking

Plataforma de avaliação gratuita do nível de eficiência em operação do edifício, comparando o consumo real de energia elétrica ao consumo típico nacional segundo cada tipologia.

Nota: O PBE Edifica está em fase de revisão, com previsão de publicação de sua nova metodologia até nov/dez de 2018.

A quais tipologias se aplica?

Escritório

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia

Em que etapa?

Uso, operação e manutenção

HOT 2000

Ferramenta simplificada gratuita de avaliação termo energética de edifícios residenciais.

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia
Água

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

ENGUIA
SIMULADORES DAS CONCESSIONÁRIAS SIMULADORES DAS CONCESSIONÁRIAS
CLIMATE CONSULTANT CLIMATE CONSULTANT
PROJETEEE

Enguia

Ferramenta gratuita de diagnóstico energético de edificações residenciais e comerciais de pequeno porte.
Obs.: Ferramenta semelhante: http://www.sebrae-energia.com.br

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Escritório

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia

Em que etapa?

Uso, operação e manutenção

Simuladores das concessionárias

simuladores de consumo gratuitos das concessionárias de energia para o público residencial. Acesse alguns exemplos de simuladores:

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia
Água

Em que etapa?

Uso, operação e manutenção

Climate Consultant

Software desenvolvido pela Universidade de Los Angeles (UCLA)
que apresenta graficamente como os dados climáticos impactam no projeto do edifício.
O Climate Consultant utiliza a Carta Psicrométrica para recomendar diretrizes de projeto específicas para a localidade de interesse.

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

Projeteee

Plataforma pública do Ministério do Meio Ambiente que agrupa soluções
para um projeto de edifício eficiente através de dados de caracterização climática e
da indicação das estratégias de projeto mais apropriadas a cada região. O Projeteee
também possui dados das propriedades térmicas de diversos componentes construtivos,
uma ferramenta para o cálculo de transmitância térmica e conteúdo didático sobre o
funcionamento e aplicabilidade de equipamentos de ar condicionado, iluminação e geração distribuída.

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia

Em que etapa?

Projeto, construção e retrofit

CBE
CECARBON
AUTODESK INSIGHT 360
AUTODESK GREEN BUILDING STUDIO

CBE Thermal Comfort Tool

Ferramenta online desenvolvida pela Universidade
de Berkeley que orienta na definição de setpoints
de temperatura e umidade adequadas através de uma visualização gráfica dos limites
aceitáveis de conforto térmico do ambiente e como eles se comportam com a alteração
de fatores como velocidade do ar, taxa metabólica e vestimentas. Baseada em parâmetros
de normas internacionais, como a ASHRAE 55.

A quais tipologias se aplica?

Casa

Prédio Residencial

Condomínio

Escritório

Shopping

Hotel

Retail e logística

Quais sistemas aborda?

O que abrange?

Energia

Em que etapa?

Uso, operação e manutenção

Fontes de financiamento e subsídio

Realizar um retrofit, ou adquirir novas tecnologias, ou equipamentos de melhor desempenho pode ser caro e parecer inatingível. Entretanto, existem fontes de financiamento que estão dedicadas à eficiência energética e energia renovável que podem ajudar a viabilizar seu projeto! Abaixo são descritos os principais tipos de financiamento disponíveis, e uma descrição de alguns financiadores e linhas de financiamento. Há diversos tipos de modelos disponíveis, cada um com suas características e delimitações. A Tabela 1 abaixo resume os diferentes conceitos.

TIPOS DE FINANCIAMENTO

Financiamento
Órgão
Tipo de projeto
Abrangência
CREDITO SUBSIDIADO

Bancos federais e regionais, instituições estaduais ou municipais.

Equipamentos, estudos de viabilidade, diagnósticos energéticos, construção.

  • Existem linhas específicas para eficiência energética e energia renovável.
  • Por serem através de órgãos públicos, geralmente, possuem menor custo e taxas de juros inferiores.
CREDITO COMERCIAL

Bancos privados

Equipamentos, estudos de viabilidade, diagnósticos energéticos.

  • Geralmente tem um maior custo do que crédito subsidiado, porém é aplicável para projetos menores.
LEASING*

Bancos privados

Equipamentos

  • Ainda pouco usado no Brasil até agora, porém pode ser interessante para aquisição de equipamentos com alto custo de investimento.
CONTRATO DE DESEMPENHO

Custos de implementação pagos por uma empresa do tipo ESCO.

Qualquer projeto que resultará em redução de consumo de energia.

  • Recomendado quando há grandes economias de energia, por exemplo, para projetos de troca de equipamentos, sistemas de gestão de energia e automação.
IPTU Verde

Governo municipal

Construção ou reforma com medidas sustentáveis.

  • Desconto no IPTU pago pelo proprietário.
  • Certificações socioambientais podem ser aceitas como comprovação de implementação de medidas ambientais.

*Arrendamento, pelo qual equipamentos ou máquinas são adquiridos por um período determinado, mediante pagamentos (geralmente mensais).

*Arrendamento, pelo qual equipamentos ou máquinas são adquiridos por um período determinado, mediante pagamentos (geralmente mensais).

SAIBA MAIS

CRÉDITO

Bancos privados e públicos têm diferentes linhas de crédito para projetos de eficiência energética e energia renovável. Dependendo do produto ou do programa, haverá diferentes condições, considerando o tipo de projeto financiado, limite inferior e superior de crédito, taxas de juros e prazos de pagamento.

Deforma geral, os mecanismos para obter financiamento através de uma instituição financeira são descritos na figura abaixo:
1
Principais Instituições
 
2
Definições Importantes
3
Linhas de financiamento
Mecanismos para obter financiamento através de uma instituição financeira

Apresentação do projeto, das economias previstas, e dos documentos requeridos

Solicitante de Financiamento
- Preparação do projeto de Eficiência Energética (EE) e/ou de Energia Renovável (ER)

Instituição Financeira
- Análise de risco
- Análise de crédito

Proposta de mecanismos de financiamento, taxa de juros, prazos e condições

1. PRINCIPAIS INSTITUIÇÕES*

*As instituições aqui apresentadas representam uma lista não exaustiva das oportunidades e linhas de financiamento existentes no mercado. Quer indicar uma instituição? Envie uma sugestão para comasp@sindusconsp.com.br

Nacionais

BNDES: Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social

Um dos maiores bancos de desenvolvimento no mundo, que oferece produtos de financiamento e desenvolve programas alinhados com as prioridades e diretrizes do Governo Federal.

FINEP: Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa

Visando estimular e fortalecer o desenvolvimento econômico e tecnológico nacional, a Finep dispõe de diferentes modalidades de apoio, que podem ser oferecidas diretamente pela Finep ou de forma descentralizada, por meio de agentes financeiros ou parceiros estaduais.

Caixa Econômica Federal

Maior banco público da América Latina, que possui diversos programas de desenvolvimento, incluindo o programa de habitação social, Minha Casa Minha Vida.

Regionais e Estaduais
DesenvolveSP
DesenvolveSP
AgeRio
AgeRio
banco-do-nordeste
banco-do-nordeste
goias-fomento
goias-fomento


Bancos Privados

Por exemplo:

Alguns bancos privados oferecem linhas de financiamento específicas para projetos de eficiência energética e energia renovável. Veja mais detalhes na tabela de Linhas de Financiamento.

2. DEFINIÇÕES IMPORTANTES

Empréstimo subsidiado

Trata-se de um empréstimo com custo menor ao emprestador que os empréstimos comerciais, frequentemente, atra vés de bancos de fomento ou agências de desenvolvimento. Geralmente, possuem taxas de juros menores e/ou períodos de carência maiores.

Empréstimo comercial

Empréstimo ou crédito concedido por um banco ou fundo comercial, definido por condições como taxa de juros, prazo de pagamento, e mecanismos de garantia.

Leasing

Arrendamento, pelo qual equipamentos ou máquinas são adquiridos por um período determinado, mediante pagamentos (geralmente mensais).

TLP

Taxa de Longo Prazo (de juros). É composta de uma parcela de juros reais pré-fixados e o fator de inflação.

SELIC

Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. É a taxa básica de juros da economia do Brasil.


3. PRINCIPAIS LINHAS DE FINANCIAMENTO DISPONÍVEIS

Selecione as linhas de financiamento desejadas e clique em COMPARAR para obter mais informações sobre cada uma delas.

OBS: Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financiamento a partir de R$ 20 milhões para empreendimentos que reduzam o consumo de energia de edificações, processos produtivos, usinas, redes elétricas, iluminação pública, e/ou aumentem a eficiência do sistema energético nacional.

Condições*

Condições (válidas em 2023) Taxas de juros: TLP (IPCA+5,15%a.a.)+1,1%a.a. - Apoio direto TLP(IPCA+5,15%a.a.)+1,05%a.a. +Taxa do agente financeiro – Apoio indireto Valor mínimo: R$ 20 milhões. Participação máxima: até 90% do valor total do projeto para estados e municípios e para demais clientes, até 80% do valor total. Limitada a 100% dos itens financiáveis.

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários. Municípios e estados.

Inclusos

Equipamentos; Estudos; Diagnósticos energéticos; Softwares; Serviços técnicos.

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financiamento da produção e aquisição de máquinas, equipamentos e bens de informática e automação de fabricação nacional, e credenciados no BNDES. Existem diversas linhas FINAME.

Condições*

Financiamento adquirido através de um agente financeiro credenciado pelo BNDES. Taxa de Juros: TFB (Taxa Fixa do BNDES), TLP ou SELIC + 5,65% a.a. Valor mínimo: R$ 50 mil para microempresas e R$ 300 mil para as demais empresas. Participação máxima: Até 100% do investimento.

Público Alvo

Proprietários; Incorporadoras; Facilities; Fornecedores.

Inclusos

Equipamentos; Softwares;

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: empréstimo subsidiado
Financiamento de projetos de investimento até R$ 150 milhões, realizados por intermédio das instituições financeiras repassadoras autorizadas. Para projetos de implantação, ampliação, recuperação e modernização de ativos fixos, e projetos de P&D e Inovação.

Condições*

Taxa de juros: TFB, TLP ou Selic + 0,95 – 1,85% por ano. Limite máximo: R$ 150 milhões. Participação máxima: Até 100% dos itens financiáveis.

Público Alvo

Proprietários Incorporadoras Facilities Pequenas e médias empresas Grandes empresas – incentivadas (Inclui geração de energia renovável) Setor Público

Inclusos

Estudos; Equipamentos; Projetos de Implantação; Equipamentos; Sistemas de geração de energia renovável.

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Crédito pré-aprovado para aquisição de bens e serviços credenciados no Portal de Operações do Cartão BNDES. Itens inclusos: itens novos e de fabricação nacional, incluindo máquinas e equipamentos, materiais para construção, mobiliário, eletrônicos, softwares e serviços diversos.

Condições*

Taxa de juros: taxa definida mensalmente.

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras; Proprietários.

Inclusos

Equipamentos; Softwares; Materiais para construção.

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financiamento para projetos de pré-investimento, incluindo estudos de viabilidade técnica e econômica, estudos geológicos, além de projeto básico, de detalhamento e executivo

Condições*

Taxa de juros:TR + 5, 3% por ano Participação máxima : até 70%.

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras; Proprietários;

Inclusos

Estudos de viabilidade técnica e econômica

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financia projetos sustentáveis que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa e que minimizem o impacto da atividade produtiva no meio ambiente. Inclui financiamento para substituição de fontes de energia por fontes renováveis, construção de edifícios sustentáveis, e aumento de eficiência energética em edifícios existentes.

Condições*

Taxa de juros: a partir de 0,17% por mês + SELIC Participação máxima: até 80% dos itens financiáveis.

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários com sede no Estado de São Paulo.

Inclusos

Sistemas de geração de energia renovável; Estudos; Diagnósticos energéticos; Equipamentos; Materiais; Obras.

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financia projetos sustentáveis que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa e que minimizem o impacto da atividade produtiva no meio ambiente. Inclui financiamento para substituição de fontes de energia por fontes renováveis, construção de edifícios sustentáveis, e aumento de eficiência energética em edifícios existentes

Condições*

Taxa de juros:a partir de 0,17% por mês + SELIC Participação máxima: : até 80% dos itens financiáveis.

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários com sede no Estado de São Paulo.

Inclusos

Sistemas de geração de energia renovável; Estudos Diagnósticos energéticos; Equipamentos; Materiais; Obras.

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financiamento para promover a redução de impactos ambientais, incluindo projetos de eficiência energética, energia renovável, reutilização de recursos e sustentabilidade.

Condições*

Taxa de juros:a partir de 1,08% por mês. Valor máximo: R$ 30 milhões por projeto

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários

Inclusos

Sistemas de geração de energia renovável Estudos Diagnósticos energéticos Projetos sustentáveis

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financiamento de bens e serviços que proporcionam economia no consumo de energia.

Condições*

Taxa de juros: 1,33% por mês. Valor máximo: até R$ 400 mil e R$ 30 mil para MEI.

Público Alvo

Incorporadoras; Facilities; Proprietários;

Inclusos

Equipamentos; Estudos Materiais. Geração de energia renovável

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financia a aquisição de bens que contribuem à preservação do meio ambiente, incluindo tratamento e reuso de água, geração de energia renovável, e tratamento de ar e de resíduos.

Condições*

Participação máxima: até 70%

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários;

Inclusos

Sistemas de geração de energia renovável; Tratamento e reuso de água; Equipamentos para tratamento de ar.

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financiamento da aquisição de aquecedores solares.

Condições*

Participação máxima: até 70%

Público Alvo

Incorporadoras; Proprietários;

Inclusos

Sistemas de aquecimento solar

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Programa de Financiamento à Sustentabilidade Ambiental. Financia a implantação, ampliação, modernização e reforma que propiciem a preservação do meio ambiente, incluindo projetos de eficiência energética e energia renovável em empreendimentos.

Condições*

Taxa de juros: Setores não rurais - até R$ 90 milhões, 3,35% a.a. + IPCA; Acima de R$ 90 milhões, 4,87% a.a. + IPCA. Setor rural - Até R$ 16 milhões, 5,52% ao ano; de R$ 16 milhões a R$ 90 milhões, 5,85% ao ano; acima de R$ 90 milhões, 6,20% ao ano. Participação máxima: Até R$ 16 milhões - 90 a 100%; de R$ 16 a 90 milhões - 80 a 95%; de R$ 90 a 300 milhões - 70 a 85%; acima de R$ 300 milhões - 50%.

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários;

Inclusos

Sistemas de geração de energia renovável Estudos Diagnósticos energéticos Equipamentos; Materiais; Obras.

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Financiamento para aquisição de máquinas e equipamentos que reduzam a geração de resíduos e emissões, e aumentem a eficiência no uso de recursos.

Condições*

Taxa de juros: depende do produto específico. Participação máxima: até 100%

Público Alvo

Incorporadoras; Facilities; Proprietários;

Inclusos

Aquisição e substituição de equipamentos Sistemas de aquecimento solar

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Todos empreendimentos habitacionais financiados pela Caixa Econômica Federal devem possuir o selo Casa Azul, classificação socioambiental.

Condições*

A obtenção do selo é um pré-requisito para qualquer empreendimento que será financiado pela Caixa.

Público Alvo

Incorporadoras; Construtoras

Inclusos

Construção de empreendimentos habitacionais.

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Programa de Garantia a Créditos para projetos e ações para eficientização de usos finais de energia elétrica por meio de substituição de equipamentos existentes por outros mais eficientes ou por meio de mudanças no processo produtivo.

Condições*

Valores: R$ 50 mil a R$ 3 milhões. Participação máxima: 80% do principal

Público Alvo

Micro, pequenas e médias empresas ESCOS

Inclusos

Equipamentos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Projetos de geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis e Projetos de investimentos na captura e armazenamento de carbono associada à produção de combustíveis sustentáveis e de baixa intensidade de carbono.

Condições*

Taxa de Juros: Nas operações diretas, a Taxa de juros é composta pelo Custo Financeiro (1% ao ano), pela Remuneração do BNDES (a par tir de 0,9% ao ano) e pela Taxa de Risco de Crédito (variável conforme o risco do cliente e prazos de financiamento). Nas operações indiretas, a Taxa de juros é composta pelo Custo Financeiro (1% ao ano), pela Taxa do BNDES (a partir de 0,9% ou 1,4% ao ano, a depender da receita operacional bruta) e pela Taxa do Agente Financeiro (até 3% ao ano. Valor mínimo: R$ 10 milhões. Participação máxima: Até 50% dos itens financiáveis, podendo aumentar até 100% dos itens apoiáveis com o custo financeiro em TLP ou Referenciais de Custo de Mercado.

Público Alvo

Incorporadoras Construtoras Facilities Proprietários Municípios e estados

Inclusos

Sistemas de energia renovável

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado Projetos de geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis e Projetos de investimentos na captura e armazenamento de carbono associada à produção de combustíveis sustentáveis e de baixa intensidade de carbono.

Condições*

Taxa de Juros: Para empresas - Apoio direto: Custo financeiro 0,1% ao ano; remuneração do BNDES 0,9% ao ano; Taxa de risco de crédito variável conforme risco do cliente e prazos do financiamento. Apoio Indireto: Custo financeiro 0,1% ao ano; remuneração do BNDES de 0,9% a 1,4% ao ano; e Taxa do Agente Financeiro de até 3%. Valor mínimo: para operações indiretas automáticas - não há valor mínimo; para operações diretas e indiretas não automáticas - R$ 10 milhões, incluindo os recursos do fundo e o complemento com o custo financeiro em TLP ou Referenciais de Custo de Mercado. Participação máxima: Para operações indiretas automáticas - até 100% do valor dos itens fi nanciáveis; para operações diretas e indiretas não automáticas - até 50% sobre os itens apoiáveis, podendo aumentar para 100% dos itens apoiáveis com o custo financeiro em TLP ou Referenciais de Custo de Mercado.

Público Alvo

Incorporadoras Construtoras Facilities Prop rietários Consumidores Municípios e estados

Inclusos

Equipamentos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito Direto ao Consumidor
Financia a compra de equipamentos para geração de energia renovável em propriedades rurais. Existe também o CDC Agro Socioambiental.

Condições*

Participação máxima: Até 100% do valor dos bens + instalação

Público Alvo

Propriedades rurais

Inclusos

Sistemas de energia renovável

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Financiamento de Sistemas fotovoltaicos.

Condições*

Valores: R$ 2 mil até R$ 100 mil. Participação máxima: Até 100% do valor dos bens + instalação.

Público Alvo

Proprietários (residências)

Inclusos

Sistemas fotovoltaicos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Financiamento de projetos de energia solar.

Condições*

Taxas de juros: Parcelas fixas e com taxas a partir de 1,17% ao mês. Valores máximos: Até R$ 500 mil para pessoa física e até R$ 3 milhões para pessoa jurídica. Participação: Até 100% do valor dos bens + instalação.

Público Alvo

Incorporadoras Construtoras Facilities Proprietários Consumidores

Inclusos

Sistemas fotovoltaicos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Financiamento para projetos de ecoeficiência empresarial por meio do financiamento para aquisição de maquinários que promovam a eficiência energética e a redução de impactos ambientais das atividades da sua empresa.

Condições*

Participação máxima: Até 100% do projeto de implementação.

Público Alvo

Incorporadoras Construtoras Facilities

Inclusos

Sistemas de micro e miniger ação de energia por fontes renováveis; Sistema de aquecimento solar de água; Controle ou filtragem de gases, ou partículas; Redução de desperdício de insumos e/ou recursos naturais; Eficiência energética;

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito Direto ao Consumidor
Financiamento de placas solares.

Condições*

Taxa de juros: a partir de 1,4% ao mês. Valor mínimo: A partir de R$ 2 mil. Participação máxima: Até 100% do projeto, incluindo instalação.

Público Alvo

Incorporadoras Construtoras Facilities

Inclusos

Sistemas fotovoltaicos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito Direto ao Consumidor
Financiamento de máquinas, equipamentos e projetos para obter o melhor desempenho na produção de um serviço com o menor gasto de energia.

Condições*

Taxa de juros: varia conforme os valores, os prazos e as demais condições escolhidas pelo cliente no ato da compra. Em torno de 2% ao mês. Valores: R$ 2,5 mil a R$ 500 mil.

Público Alvo

Incorporadoras Construtoras Facilities

Inclusos

Equipamentos de geração de energia solar fotovoltaica. Sistema de aquecimento solar de água. Substituição de lâmpadas comuns por outras com maior eficiência energética (LED). Equipamentos de ventilação e ar - condicionado com baixo consumo de energia - selo Procel A

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Linha de crédito de contratação indireta para projetos fotovoltaicos voltados principalmente para o autoconsumo.

Condições*

Taxa de juros: A partir de 15,34% ao ano e Custo Efetivo Total (CET) a partir de 18,09% ao ano. Valor máximo: R$ 480 mil.

Público Alvo

Empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões.

Inclusos

Sistemas fotovoltaicos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
linha de crédito para viabilizar projetos de investimento e a aquisição de maquinário nacional ou importado.

Condições*

Taxa de juros: A partir de 2,29% ao ano + Selic e Custo Efetivo Total (CET) a partir de 3,30% ao ano + Selic. Valor Máximo: R$ 10 milhões. Participação máxima: Até 75% do investimento.

Público Alvo

Empresas com faturamento anual a partir de R$ 16 milhões e até R$ 300 milhões.

Inclusos

Sistemas fotovoltaicos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito Subsidiado
Linha de crédito para viabilizar projetos fotovoltaicos de geração distribuída de longo prazo, na modalidade de autoconsumo.

Condições*

Taxa de juros: A partir de 2,96% ao ano + Selic e Custo Efetivo Total (CET) a partir de 3,54% ao ano + Selic. Valor máximo: R$ 10 milhões. Participação máxima: Até 75% do investimento.

Público Alvo

Empresas com faturamento anual a partir de R$ 16 milhões.

Inclusos

Sistemas fotovoltaicos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito Subsidiado
linha de crédito do BDMG para viabilizar projetos de longo prazo, focados em geração de energia.

Condições*

Taxa de juros: A partir de 3,09% ao ano + Selic e Custo Efetivo Total (CET) a partir de 3,54% ao ano + Selic. Participação máxima: Até 75% do investimento.

Público Alvo

Empresas com faturamento anual a partir de R$ 16 milhões.

Inclusos

Projetos de energia fotovoltaica Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) Centrais de Geração Hidrelétrica (GCH) Projetos de iluminação pública sustentável Projetos de eficiência energética

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Todos os componentes dos sistemas de micro e minigeração de energia elétrica fotovoltaica, eólica, de biomassa ou pequenas centrais hidroelétricas (PCH), bem como sua instalação.

Condições*

Taxa de juros: Conforme Resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) nº 5.013 de 28/04/2022. Setores não rurais - até R$ 90 milhões, 3,35% a.a. + IPCA; Acima de R$ 90 milhões, 4,87% a.a. + IPCA. Valor Máximo: R$ 100 mil. Participação máxima: Até 100% do investimento.

Público Alvo

Empresas, produtores Rurais consumidores

Inclusos

Sistemas de energia renovável

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Empreendimentos de geração de energia limpa e renovável.
Componente ambiental de projetos enquadrados no Programa BRDE de Produção e Consumo Sustentáveis, nos quais haja redução da poluição, contribuição na qualidade ambiental ou diminuição do uso de recursos ambientais.

Condições*

Taxa de juros: A partir de EURIBOR 6 MESES + 5,55% a.a. sujeito à variação cambial do Euro. Valor Mínimo: R$ 50 mil para micro e pequenas empresas e R$ 300 mil para as demais. Participação máxima: Até 100% do investimento.

Público Alvo

Empresas, produtores rurais, cooperativas e municípios.

Inclusos

Sistemas de energia renovável

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Empreendimentos de geração de energia limpa e renovável.

Condições*

Taxa de juros: A partir de EURIBOR 3 MESES + 4,03% a.a. sujeito à variação cambial do Euro. Valor máximo: €50.000.000,00. Participação máxima: Até 75% do investimento.

Público Alvo

Empresas, produtores rurais, cooperativas

Inclusos

Sistemas de energia renovável

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Operações que devem contribuir para o desenvolvimento sustentável, relacionadas a pelo menos um dos seguintes componentes: Eficiência Energética e Energias Renováveis.

Condições*

Taxa de juros: a) Para operações com prazo de 6 anos: · CDI + 6,5%* a.a. b) Para operações com prazo de 10 anos: · CDI + 7,0%* a.a. Valor Mínimo: R$ 150 mil para micro e pequenas empresas e R$ 300 mil para as demais. Participação máxima: Até 100% do investimento.

Público Alvo

Empresas, produtores rurais, cooperativas

Inclusos

Sistemas de energia renovável Equipamentos

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição

Tipo: Crédito subsidiado
Financiamento para projetos de Eficiência Energética e Energia Renovável.

Condições*

Taxa de juros: TR + 9% a.a. Valor mínimo: R$ 500 mil. Participação máxima: 95% do valor do investimento.

Público Alvo

Municípios, Consórcios Públicos, Concessionárias, Sociedades de propósito específico (SPE), Entes privados que possuam projetos ou investimentos na área de desenvolvimento urbano Indústrias ou empresas privadas por elas contratadas

Inclusos

Geração de energia renovável Sistemas de automação predial, Iluminação pública inteligente, Sistemas inteligentes e automatizados de distribuição de energia (smart grids, eficiência energética)

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Além dos mecanismos descritos, existem outros produtos nos quais podem projetos de EE e ER podem ser financiados, tais como:
• Itaú: possui diversos Produtos ESG, incluindo linhas de crédito para energia solar, obras de infraestrutura e projetos de eficiência energética. O Itaú possui também o Plano Empresário Verde, o qual estrutura condições diferenciadas de financiamento para empreendimentos que atinjam economias de 20% em água, energia e energia embutida em materiais e possuam certificação EDGE. Além disso, possui o Repasse Verde, que oferece taxas diferenciadas para quem comprar apartamentos em edificações com certificações sustentáveis financiadas pelo Plano Empresário Verde.
• Banco da Amazônia: FNO Amazônia Empresarial Verde, FNO Amazônia Infraestrutura Verde e FNO Amazônia Rural Verde.
Caixa: Energia Renovável
Sicoob: Energia Solar Fotovoltaica
Sicredi: Energia Solar
Plano Safra: Prodecoop, Inovagro, Pronamp, Pronaf Agroindústria, Pronaf + Bioeconomia.

Licitações e Chamadas Públicas

O processo de licitação ou chamada pública é a divulgação de um determinado projeto, pelo qual empresas são convidadas a mandar uma proposta para realizar o serviço pedido. Esse processo é regulamentado pela Lei n. 14.133/2021 que determina as modalidades licitatórias existentes: concorrência, concurso, leilão, pregão e diálogo competitivo. Além das modalidades, existem os critérios de avaliação, sendo um deles o Maior Retorno Econômico, o qual permite remunerar o serviço pela fixação de um percentual que incidirá sobre a economia efetivamente obtida. Assim, ele propicia a implementação de contratos de performance e é considerado ideal para contratação de serviços de Eficiência Energética e Energias Renováveis. Além desse critério, é possível ter maior lance (em caso de leilão), menor preço, critério técnico, e maior desconto. O projeto realizado por chamada pública está descrito em um edital, documento definindo o escopo dos serviços desejados. As empresas interessadas deverão se demonstrar habilitadas (ou seja, atender aos critérios descritos no edital pela empresa licitante), e enviar uma oferta de preço para realização dos serviços. A empresa ganhadora será selecionada pelos critérios definidos no edital. Referência:
Para mais informações sobre a Lei de Licitações, consulte o Blog da Mitsidi Guia Prático para a preparação de investimentos urbanos - Eficiência Energética e Energia Solar Fotovoltaica e Guia Prático Para Preparação de Investimentos Urbanos - EE e FV em Prédios Públicos.

Principais Licitações para eficiência energética em edificações
eficiencia energetica

Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética (PEE) da ANEEL

A chamada pública de projetos (CPP) do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) é uma das principais para financiamentos de projetos de eficiência energética no Brasil. O PEE financia projetos por meio de taxas pagas por todas as distribuidoras de eletricidade no país, conforme a lei nº9.991 da ANEEL. Através do PEE, as distribuidoras publicam editais pelo menos uma vez por ano, convidando empresas a enviar propostas de projetos de eficiência energética a serem financiados, que serão selecionados baseados em critérios técnicos e financeiros.
Em alguns setores, os projetos são financiados a fundo perdido, ou seja, não há necessidade do cliente reembolsar as distribuidoras.
São eles: residencial, baixa renda, gestão energética municipal, educação, iluminação pública, poder público e serviços públicos.

Em outros setores, os projetos são financiados e implementados através de Contratos de Desempenho Energético, nos quais, os clientes e as distribuidoras assinam um termo, em que parte da economia financeira proveniente das ações implementadas n o âmbito do Programa, deverá ser reembolsada pelo cliente ?.

A empresa entra em contrato com a distribuidora, fica responsável pela implantação do projeto, a medição,
verificação e relato dos resultados das economias. Se o projeto não for a fundo perdido, o valor do contrato será
pago à concessionária em pagamentos periódicos com valor fixo, sem incidência de juros.

eficiencia energetica

Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética (PEE) da ANEEL

A chamada pública do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) é a
principal para financiamentos de projetos de eficiência energética no Brasil. O PEE financia projetos por meio de
taxas pagas por todas as distribuidoras de eletricidade no país, conforme a lei nº 9.991 da ANEEL. Através do PEE,
as distribuidoras lançam editais anualmente, convidando empresas a enviar propostas de projetos de eficiência
energética a serem financiados, que são selecionados baseados em critérios técnicos e econômicos.

Em alguns setores, os projetos são financiados a fundo perdido, ou seja, não são reembolsáveis: residencial, baixa
renda, gestão energética municipal, educação, iluminação pública, poder público e serviços públicos.

Em outros setores os projetos são financiados e implementados através de Contratos de Desempenho Energético ?.

A empresa entra em contrato com a distribuidora, fica responsável pela implantação do projeto, a medição,
verificação e relato dos resultados das economias. Se o projeto não for a fundo perdido, o valor do contrato será
pago à concessionária em pagamentos periódicos com valor fixo, sem incidência de juros.

PARA MAIS INFORMAÇÕES ACESSE

ESCOS
ESCOS

ESCOs, ou Empresas de Serviços de Energia, do inglês “Energy Services Company” são empresas especializadas em serviços de engenharia para conservação de energia. Possuem papel fundamental nos projetos de EE e ER, podendo ser contratadas para implementá-los. Além das etapas de implementação do projeto, as ESCOs possuem as expertises necessárias para a Medição e Verificação (M&V) dos resultados. ESCOs podem ser contratadas para implementar projetos de medidas de eficiência energética, bancando o custo de investimento pelo projeto (incluindo custos de equipamentos, instalação e projeto) através de um Contrato de Desempenho. Essas empresas são pagas através das economias geradas pela implementação das medidas, compartilhando as economias financeiras pela redução de consumo com o cliente. Leia mais sobre contratos de desempenho: ?.

Subsídios para o consumidor final
Subsídios para o consumidor final

Mesmo não sendo fontes de financiamento direto para projetos sustentáveis, existem programas que trarão benefícios financeiros para o proprietário. Exemplos de programas deste tipo são as isenções fiscais, como o IPTU Verde e o IPTU Amarelo. IPTU Verde é um desconto no Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), definido pelo poder executivo municipal. O valor do desconto varia dependendo das reformas e medidas implementadas, e o benefício que elas trarão. Algumas medidas que podem gerar descontos são: reuso de água, grau de permeabilização do solo, instalação de sistemas de aquecimento solar e de geração de energia renovável, sendo que cada governo municipal elenca as medidas e as porcentagens de desconto (estas, geralmente, consideram a soma das medidas implementadas). Há diversos municípios que têm implementado programas de desconto no IPTU para construções que adotem medidas de melhorias ambientais, como por exemplo Salvador, BA, Vila Velha, ES, Belo Horizonte, MG, Campos do Jordão, SP, e Curitiba, PR. Em Salvador, há também o IPTU Amarelo. De forma similar ao IPTU Verde, este é para instalação de sistemas fotovoltaicos e, conforme mais energia renovável é produzida no imóvel, maior o desconto. Em Louveira, esse tipo de desconto é chamado de IPTU Sustentável e engloba diversas medidas, podendo acarretar 45% de desconto no IPTU para o consumidor.

Para mais informações:

• Procure no site do seu município

• BUZAGLODANTAS. Desconto no IPTU através da lei IPTU Verde. 2014.

• KARPAT, R. IPTU Verde – Ranking.

• IPTU Verde de Salvador, BA.

• IPTU Amarelo de Salvador, BA.

CRÉDITO

Bancos privados e públicos têm diferentes linhas de crédito para projetos de eficiência energética e energia renovável. Dependendo do produto ou do programa, haverá diferentes condições, considerando o tipo de projeto financiado, limite inferior e superior de crédito, taxas de juros e prazos de pagamento.

Deforma geral, os mecanismos para obter financiamento através de uma instituição financeira são descritos na figura abaixo:
1
Principais Instituições
 
2
Definições Importantes
3
Linhas de financiamento
Mecanismos para obter financiamento através de uma instituição financeira

Apresentação do projeto, das economias previstas, e dos documentos requeridos

Solicitante de Financiamento
- Preparação do projeto de Eficiência Energética (EE) e/ou de Energia Renovável (ER)

Instituição Financeira
- Análise de risco
- Análise de crédito

Proposta de mecanismos de financiamento, taxa de juros, prazos e condições

1. PRINCIPAIS INSTITUIÇÕES*

*As instituições aqui apresentadas representam uma lista não exaustiva das oportunidades e linhas de financiamento existentes no mercado. Quer indicar uma instituição? Envie uma sugestão para comasp@sindusconsp.com.br

Nacionais

BNDES: Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social

Um dos maiores bancos de desenvolvimento no mundo, que oferece produtos de financiamento e desenvolve programas alinhados com as prioridades e diretrizes do Governo Federal.

FINEP: Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa

Visando estimular e fortalecer o desenvolvimento econômico e tecnológico nacional, a Finep dispõe de diferentes modalidades de apoio, que podem ser oferecidas diretamente pela Finep ou de forma descentralizada, por meio de agentes financeiros ou parceiros estaduais.

Caixa Econômica Federal

Maior banco público da América Latina, que possui diversos programas de desenvolvimento, incluindo o programa de habitação social, Minha Casa Minha Vida.

Regionais e Estaduais
DesenvolveSP
DesenvolveSP
AgeRio
AgeRio
banco-do-nordeste
banco-do-nordeste
goias-fomento
goias-fomento


Bancos Privados

Por exemplo:

Alguns bancos privados oferecem linhas de financiamento específicas para projetos de eficiência energética e energia renovável. Veja mais detalhes na tabela de Linhas de Financiamento.

2. DEFINIÇÕES IMPORTANTES

Empréstimo subsidiado

Trata-se de um empréstimo com custo menor ao emprestador que os empréstimos comerciais, frequentemente, atra vés de bancos de fomento ou agências de desenvolvimento. Geralmente, possuem taxas de juros menores e/ou períodos de carência maiores.

Empréstimo comercial

Empréstimo ou crédito concedido por um banco ou fundo comercial, definido por condições como taxa de juros, prazo de pagamento, e mecanismos de garantia.

Leasing

Arrendamento, pelo qual equipamentos ou máquinas são adquiridos por um período determinado, mediante pagamentos (geralmente mensais).

TLP

Taxa de Longo Prazo (de juros). É composta de uma parcela de juros reais pré-fixados e o fator de inflação.

SELIC

Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. É a taxa básica de juros da economia do Brasil.


3. PRINCIPAIS LINHAS DE FINANCIAMENTO DISPONÍVEIS

Selecione as linhas de financiamento desejadas e clique em COMPARAR para obter mais informações sobre cada uma delas.

OBS: Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Descrição
Condições*
Público Alvo
Inclusos

Financiamento a partir de R$ 20 milhões para empreendimentos que reduzam o consumo de energia de edificações, processos produtivos, usinas, redes elétricas, iluminação pública, e/ou aumentem a eficiência do sistema energético nacional.

Condições (válidas em 2023) Taxas de juros: TLP (IPCA+5,15%a.a.)+1,1%a.a. - Apoio direto TLP(IPCA+5,15%a.a.)+1,05%a.a. +Taxa do agente financeiro – Apoio indireto Valor mínimo: R$ 20 milhões. Participação máxima: até 90% do valor total do projeto para estados e municípios e para demais clientes, até 80% do valor total. Limitada a 100% dos itens financiáveis.
Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários. Municípios e estados.
Equipamentos; Estudos; Diagnósticos energéticos; Softwares; Serviços técnicos.

Financiamento da produção e aquisição de máquinas, equipamentos e bens de informática e automação de fabricação nacional, e credenciados no BNDES. Existem diversas linhas FINAME.

Financiamento adquirido através de um agente financeiro credenciado pelo BNDES. Taxa de Juros: TFB (Taxa Fixa do BNDES), TLP ou SELIC + 5,65% a.a. Valor mínimo: R$ 50 mil para microempresas e R$ 300 mil para as demais empresas. Participação máxima: Até 100% do investimento.
Proprietários; Incorporadoras; Facilities; Fornecedores.
Equipamentos; Softwares;

Tipo: empréstimo subsidiado
Financiamento de projetos de investimento até R$ 150 milhões, realizados por intermédio das instituições financeiras repassadoras autorizadas. Para projetos de implantação, ampliação, recuperação e modernização de ativos fixos, e projetos de P&D e Inovação.

Taxa de juros: TFB, TLP ou Selic + 0,95 – 1,85% por ano. Limite máximo: R$ 150 milhões. Participação máxima: Até 100% dos itens financiáveis.
Proprietários Incorporadoras Facilities Pequenas e médias empresas Grandes empresas – incentivadas (Inclui geração de energia renovável) Setor Público
Estudos; Equipamentos; Projetos de Implantação; Equipamentos; Sistemas de geração de energia renovável.

Crédito pré-aprovado para aquisição de bens e serviços credenciados no Portal de Operações do Cartão BNDES. Itens inclusos: itens novos e de fabricação nacional, incluindo máquinas e equipamentos, materiais para construção, mobiliário, eletrônicos, softwares e serviços diversos.

Taxa de juros: taxa definida mensalmente.
Incorporadoras; Construtoras; Proprietários.
Equipamentos; Softwares; Materiais para construção.

Financiamento para projetos de pré-investimento, incluindo estudos de viabilidade técnica e econômica, estudos geológicos, além de projeto básico, de detalhamento e executivo

Taxa de juros:TR + 5, 3% por ano Participação máxima : até 70%.
Incorporadoras; Construtoras; Proprietários;
Estudos de viabilidade técnica e econômica

Financia projetos sustentáveis que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa e que minimizem o impacto da atividade produtiva no meio ambiente. Inclui financiamento para substituição de fontes de energia por fontes renováveis, construção de edifícios sustentáveis, e aumento de eficiência energética em edifícios existentes.

Taxa de juros: a partir de 0,17% por mês + SELIC Participação máxima: até 80% dos itens financiáveis.
Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários com sede no Estado de São Paulo.
Sistemas de geração de energia renovável; Estudos; Diagnósticos energéticos; Equipamentos; Materiais; Obras.

Financia projetos sustentáveis que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa e que minimizem o impacto da atividade produtiva no meio ambiente. Inclui financiamento para substituição de fontes de energia por fontes renováveis, construção de edifícios sustentáveis, e aumento de eficiência energética em edifícios existentes

Taxa de juros:a partir de 0,17% por mês + SELIC Participação máxima: : até 80% dos itens financiáveis.
Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários com sede no Estado de São Paulo.
Sistemas de geração de energia renovável; Estudos Diagnósticos energéticos; Equipamentos; Materiais; Obras.

Financiamento para promover a redução de impactos ambientais, incluindo projetos de eficiência energética, energia renovável, reutilização de recursos e sustentabilidade.

Taxa de juros:a partir de 1,08% por mês. Valor máximo: R$ 30 milhões por projeto
Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários
Sistemas de geração de energia renovável Estudos Diagnósticos energéticos Projetos sustentáveis

Financiamento de bens e serviços que proporcionam economia no consumo de energia.

Taxa de juros: 1,33% por mês. Valor máximo: até R$ 400 mil e R$ 30 mil para MEI.
Incorporadoras; Facilities; Proprietários;
Equipamentos; Estudos Materiais. Geração de energia renovável

Financia a aquisição de bens que contribuem à preservação do meio ambiente, incluindo tratamento e reuso de água, geração de energia renovável, e tratamento de ar e de resíduos.

Participação máxima: até 70%
Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários;
Sistemas de geração de energia renovável; Tratamento e reuso de água; Equipamentos para tratamento de ar.

Financiamento da aquisição de aquecedores solares.

Participação máxima: até 70%
Incorporadoras; Proprietários;
Sistemas de aquecimento solar

Programa de Financiamento à Sustentabilidade Ambiental. Financia a implantação, ampliação, modernização e reforma que propiciem a preservação do meio ambiente, incluindo projetos de eficiência energética e energia renovável em empreendimentos.

Taxa de juros: Setores não rurais - até R$ 90 milhões, 3,35% a.a. + IPCA; Acima de R$ 90 milhões, 4,87% a.a. + IPCA. Setor rural - Até R$ 16 milhões, 5,52% ao ano; de R$ 16 milhões a R$ 90 milhões, 5,85% ao ano; acima de R$ 90 milhões, 6,20% ao ano. Participação máxima: Até R$ 16 milhões - 90 a 100%; de R$ 16 a 90 milhões - 80 a 95%; de R$ 90 a 300 milhões - 70 a 85%; acima de R$ 300 milhões - 50%.
Incorporadoras; Construtoras; Facilities; Proprietários;
Sistemas de geração de energia renovável Estudos Diagnósticos energéticos Equipamentos; Materiais; Obras.

Financiamento para aquisição de máquinas e equipamentos que reduzam a geração de resíduos e emissões, e aumentem a eficiência no uso de recursos.

Taxa de juros: depende do produto específico. Participação máxima: até 100%
Incorporadoras; Facilities; Proprietários;
Aquisição e substituição de equipamentos Sistemas de aquecimento solar

Todos empreendimentos habitacionais financiados pela Caixa Econômica Federal devem possuir o selo Casa Azul, classificação socioambiental.

A obtenção do selo é um pré-requisito para qualquer empreendimento que será financiado pela Caixa.
Incorporadoras; Construtoras
Construção de empreendimentos habitacionais.

Programa de Garantia a Créditos para projetos e ações para eficientização de usos finais de energia elétrica por meio de substituição de equipamentos existentes por outros mais eficientes ou por meio de mudanças no processo produtivo.

Valores: R$ 50 mil a R$ 3 milhões. Participação máxima: 80% do principal
Micro, pequenas e médias empresas ESCOS
Equipamentos

Projetos de geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis e Projetos de investimentos na captura e armazenamento de carbono associada à produção de combustíveis sustentáveis e de baixa intensidade de carbono.

Taxa de Juros: Nas operações diretas, a Taxa de juros é composta pelo Custo Financeiro (1% ao ano), pela Remuneração do BNDES (a par tir de 0,9% ao ano) e pela Taxa de Risco de Crédito (variável conforme o risco do cliente e prazos de financiamento). Nas operações indiretas, a Taxa de juros é composta pelo Custo Financeiro (1% ao ano), pela Taxa do BNDES (a partir de 0,9% ou 1,4% ao ano, a depender da receita operacional bruta) e pela Taxa do Agente Financeiro (até 3% ao ano. Valor mínimo: R$ 10 milhões. Participação máxima: Até 50% dos itens financiáveis, podendo aumentar até 100% dos itens apoiáveis com o custo financeiro em TLP ou Referenciais de Custo de Mercado.
Incorporadoras Construtoras Facilities Proprietários Municípios e estados
Sistemas de energia renovável

Tipo: Crédito subsidiado Projetos de geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis e Projetos de investimentos na captura e armazenamento de carbono associada à produção de combustíveis sustentáveis e de baixa intensidade de carbono.

Taxa de Juros: Para empresas - Apoio direto: Custo financeiro 0,1% ao ano; remuneração do BNDES 0,9% ao ano; Taxa de risco de crédito variável conforme risco do cliente e prazos do financiamento. Apoio Indireto: Custo financeiro 0,1% ao ano; remuneração do BNDES de 0,9% a 1,4% ao ano; e Taxa do Agente Financeiro de até 3%. Valor mínimo: para operações indiretas automáticas - não há valor mínimo; para operações diretas e indiretas não automáticas - R$ 10 milhões, incluindo os recursos do fundo e o complemento com o custo financeiro em TLP ou Referenciais de Custo de Mercado. Participação máxima: Para operações indiretas automáticas - até 100% do valor dos itens fi nanciáveis; para operações diretas e indiretas não automáticas - até 50% sobre os itens apoiáveis, podendo aumentar para 100% dos itens apoiáveis com o custo financeiro em TLP ou Referenciais de Custo de Mercado.
Incorporadoras Construtoras Facilities Prop rietários Consumidores Municípios e estados
Equipamentos

Tipo: Crédito Direto ao Consumidor
Financia a compra de equipamentos para geração de energia renovável em propriedades rurais. Existe também o CDC Agro Socioambiental.

Participação máxima: Até 100% do valor dos bens + instalação
Propriedades rurais
Sistemas de energia renovável

Tipo: Crédito subsidiado
Financiamento de Sistemas fotovoltaicos.

Valores: R$ 2 mil até R$ 100 mil. Participação máxima: Até 100% do valor dos bens + instalação.
Proprietários (residências)
Sistemas fotovoltaicos

Tipo: Crédito subsidiado
Financiamento de projetos de energia solar.

Taxas de juros: Parcelas fixas e com taxas a partir de 1,17% ao mês. Valores máximos: Até R$ 500 mil para pessoa física e até R$ 3 milhões para pessoa jurídica. Participação: Até 100% do valor dos bens + instalação.
Incorporadoras Construtoras Facilities Proprietários Consumidores
Sistemas fotovoltaicos

Tipo: Crédito subsidiado
Financiamento para projetos de ecoeficiência empresarial por meio do financiamento para aquisição de maquinários que promovam a eficiência energética e a redução de impactos ambientais das atividades da sua empresa.

Participação máxima: Até 100% do projeto de implementação.
Incorporadoras Construtoras Facilities
Sistemas de micro e miniger ação de energia por fontes renováveis; Sistema de aquecimento solar de água; Controle ou filtragem de gases, ou partículas; Redução de desperdício de insumos e/ou recursos naturais; Eficiência energética;

Tipo: Crédito Direto ao Consumidor
Financiamento de placas solares.

Taxa de juros: a partir de 1,4% ao mês. Valor mínimo: A partir de R$ 2 mil. Participação máxima: Até 100% do projeto, incluindo instalação.
Incorporadoras Construtoras Facilities
Sistemas fotovoltaicos

Tipo: Crédito Direto ao Consumidor
Financiamento de máquinas, equipamentos e projetos para obter o melhor desempenho na produção de um serviço com o menor gasto de energia.

Taxa de juros: varia conforme os valores, os prazos e as demais condições escolhidas pelo cliente no ato da compra. Em torno de 2% ao mês. Valores: R$ 2,5 mil a R$ 500 mil.
Incorporadoras Construtoras Facilities
Equipamentos de geração de energia solar fotovoltaica. Sistema de aquecimento solar de água. Substituição de lâmpadas comuns por outras com maior eficiência energética (LED). Equipamentos de ventilação e ar - condicionado com baixo consumo de energia - selo Procel A

Tipo: Crédito subsidiado
Linha de crédito de contratação indireta para projetos fotovoltaicos voltados principalmente para o autoconsumo.

Taxa de juros: A partir de 15,34% ao ano e Custo Efetivo Total (CET) a partir de 18,09% ao ano. Valor máximo: R$ 480 mil.
Empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões.
Sistemas fotovoltaicos

Tipo: Crédito subsidiado
linha de crédito para viabilizar projetos de investimento e a aquisição de maquinário nacional ou importado.

Taxa de juros: A partir de 2,29% ao ano + Selic e Custo Efetivo Total (CET) a partir de 3,30% ao ano + Selic. Valor Máximo: R$ 10 milhões. Participação máxima: Até 75% do investimento.
Empresas com faturamento anual a partir de R$ 16 milhões e até R$ 300 milhões.
Sistemas fotovoltaicos

Tipo: Crédito Subsidiado
Linha de crédito para viabilizar projetos fotovoltaicos de geração distribuída de longo prazo, na modalidade de autoconsumo.

Taxa de juros: A partir de 2,96% ao ano + Selic e Custo Efetivo Total (CET) a partir de 3,54% ao ano + Selic. Valor máximo: R$ 10 milhões. Participação máxima: Até 75% do investimento.
Empresas com faturamento anual a partir de R$ 16 milhões.
Sistemas fotovoltaicos

Tipo: Crédito Subsidiado
linha de crédito do BDMG para viabilizar projetos de longo prazo, focados em geração de energia.

Taxa de juros: A partir de 3,09% ao ano + Selic e Custo Efetivo Total (CET) a partir de 3,54% ao ano + Selic. Participação máxima: Até 75% do investimento.
Empresas com faturamento anual a partir de R$ 16 milhões.
Projetos de energia fotovoltaica Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) Centrais de Geração Hidrelétrica (GCH) Projetos de iluminação pública sustentável Projetos de eficiência energética

Tipo: Crédito subsidiado
Todos os componentes dos sistemas de micro e minigeração de energia elétrica fotovoltaica, eólica, de biomassa ou pequenas centrais hidroelétricas (PCH), bem como sua instalação.

Taxa de juros: Conforme Resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) nº 5.013 de 28/04/2022. Setores não rurais - até R$ 90 milhões, 3,35% a.a. + IPCA; Acima de R$ 90 milhões, 4,87% a.a. + IPCA. Valor Máximo: R$ 100 mil. Participação máxima: Até 100% do investimento.
Empresas, produtores Rurais consumidores
Sistemas de energia renovável

Tipo: Crédito subsidiado
Empreendimentos de geração de energia limpa e renovável.
Componente ambiental de projetos enquadrados no Programa BRDE de Produção e Consumo Sustentáveis, nos quais haja redução da poluição, contribuição na qualidade ambiental ou diminuição do uso de recursos ambientais.

Taxa de juros: A partir de EURIBOR 6 MESES + 5,55% a.a. sujeito à variação cambial do Euro. Valor Mínimo: R$ 50 mil para micro e pequenas empresas e R$ 300 mil para as demais. Participação máxima: Até 100% do investimento.
Empresas, produtores rurais, cooperativas e municípios.
Sistemas de energia renovável

Tipo: Crédito subsidiado
Empreendimentos de geração de energia limpa e renovável.

Taxa de juros: A partir de EURIBOR 3 MESES + 4,03% a.a. sujeito à variação cambial do Euro. Valor máximo: €50.000.000,00. Participação máxima: Até 75% do investimento.
Empresas, produtores rurais, cooperativas
Sistemas de energia renovável

Tipo: Crédito subsidiado
Operações que devem contribuir para o desenvolvimento sustentável, relacionadas a pelo menos um dos seguintes componentes: Eficiência Energética e Energias Renováveis.

Taxa de juros: a) Para operações com prazo de 6 anos: · CDI + 6,5%* a.a. b) Para operações com prazo de 10 anos: · CDI + 7,0%* a.a. Valor Mínimo: R$ 150 mil para micro e pequenas empresas e R$ 300 mil para as demais. Participação máxima: Até 100% do investimento.
Empresas, produtores rurais, cooperativas
Sistemas de energia renovável Equipamentos

Tipo: Crédito subsidiado
Financiamento para projetos de Eficiência Energética e Energia Renovável.

Taxa de juros: TR + 9% a.a. Valor mínimo: R$ 500 mil. Participação máxima: 95% do valor do investimento.
Municípios, Consórcios Públicos, Concessionárias, Sociedades de propósito específico (SPE), Entes privados que possuam projetos ou investimentos na área de desenvolvimento urbano Indústrias ou empresas privadas por elas contratadas
Geração de energia renovável Sistemas de automação predial, Iluminação pública inteligente, Sistemas inteligentes e automatizados de distribuição de energia (smart grids, eficiência energética)

*Todos valores de taxas de juros, valores de limite e de participação foram levantados para maio 2018. Sempre verificar na fonte oficial para detalhes mais atualizados.

Além dos mecanismos descritos, existem outros produtos nos quais podem projetos de EE e ER podem ser financiados, tais como:
• Itaú: possui diversos Produtos ESG, incluindo linhas de crédito para energia solar, obras de infraestrutura e projetos de eficiência energética. O Itaú possui também o Plano Empresário Verde, o qual estrutura condições diferenciadas de financiamento para empreendimentos que atinjam economias de 20% em água, energia e energia embutida em materiais e possuam certificação EDGE. Além disso, possui o Repasse Verde, que oferece taxas diferenciadas para quem comprar apartamentos em edificações com certificações sustentáveis financiadas pelo Plano Empresário Verde.
• Banco da Amazônia: FNO Amazônia Empresarial Verde, FNO Amazônia Infraestrutura Verde e FNO Amazônia Rural Verde.
Caixa: Energia Renovável
Sicoob: Energia Solar Fotovoltaica
Sicredi: Energia Solar
Plano Safra: Prodecoop, Inovagro, Pronamp, Pronaf Agroindústria, Pronaf + Bioeconomia.

Licitações e Chamadas Públicas

O processo de licitação ou chamada pública é a divulgação de um determinado projeto, pelo qual empresas são convidadas a mandar uma proposta para realizar o serviço pedido. Esse processo é regulamentado pela Lei n. 14.133/2021 que determina as modalidades licitatórias existentes: concorrência, concurso, leilão, pregão e diálogo competitivo. Além das modalidades, existem os critérios de avaliação, sendo um deles o Maior Retorno Econômico, o qual permite remunerar o serviço pela fixação de um percentual que incidirá sobre a economia efetivamente obtida. Assim, ele propicia a implementação de contratos de performance e é considerado ideal para contratação de serviços de Eficiência Energética e Energias Renováveis. Além desse critério, é possível ter maior lance (em caso de leilão), menor preço, critério técnico, e maior desconto. O projeto realizado por chamada pública está descrito em um edital, documento definindo o escopo dos serviços desejados. As empresas interessadas deverão se demonstrar habilitadas (ou seja, atender aos critérios descritos no edital pela empresa licitante), e enviar uma oferta de preço para realização dos serviços. A empresa ganhadora será selecionada pelos critérios definidos no edital. Referência:
Para mais informações sobre a Lei de Licitações, consulte o Blog da Mitsidi Guia Prático para a preparação de investimentos urbanos - Eficiência Energética e Energia Solar Fotovoltaica e Guia Prático Para Preparação de Investimentos Urbanos - EE e FV em Prédios Públicos.

Principais Licitações para eficiência energética em edificações
eficiencia energetica

Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética (PEE) da ANEEL

A chamada pública de projetos (CPP) do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) é uma das principais para financiamentos de projetos de eficiência energética no Brasil. O PEE financia projetos por meio de taxas pagas por todas as distribuidoras de eletricidade no país, conforme a lei nº9.991 da ANEEL. Através do PEE, as distribuidoras publicam editais pelo menos uma vez por ano, convidando empresas a enviar propostas de projetos de eficiência energética a serem financiados, que serão selecionados baseados em critérios técnicos e financeiros.
Em alguns setores, os projetos são financiados a fundo perdido, ou seja, não há necessidade do cliente reembolsar as distribuidoras.
São eles: residencial, baixa renda, gestão energética municipal, educação, iluminação pública, poder público e serviços públicos.

Em outros setores, os projetos são financiados e implementados através de Contratos de Desempenho Energético, nos quais, os clientes e as distribuidoras assinam um termo, em que parte da economia financeira proveniente das ações implementadas n o âmbito do Programa, deverá ser reembolsada pelo cliente ?.

A empresa entra em contrato com a distribuidora, fica responsável pela implantação do projeto, a medição,
verificação e relato dos resultados das economias. Se o projeto não for a fundo perdido, o valor do contrato será
pago à concessionária em pagamentos periódicos com valor fixo, sem incidência de juros.

eficiencia energetica

Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética (PEE) da ANEEL

A chamada pública do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) é a
principal para financiamentos de projetos de eficiência energética no Brasil. O PEE financia projetos por meio de
taxas pagas por todas as distribuidoras de eletricidade no país, conforme a lei nº 9.991 da ANEEL. Através do PEE,
as distribuidoras lançam editais anualmente, convidando empresas a enviar propostas de projetos de eficiência
energética a serem financiados, que são selecionados baseados em critérios técnicos e econômicos.

Em alguns setores, os projetos são financiados a fundo perdido, ou seja, não são reembolsáveis: residencial, baixa
renda, gestão energética municipal, educação, iluminação pública, poder público e serviços públicos.

Em outros setores os projetos são financiados e implementados através de Contratos de Desempenho Energético ?.

A empresa entra em contrato com a distribuidora, fica responsável pela implantação do projeto, a medição,
verificação e relato dos resultados das economias. Se o projeto não for a fundo perdido, o valor do contrato será
pago à concessionária em pagamentos periódicos com valor fixo, sem incidência de juros.

PARA MAIS INFORMAÇÕES ACESSE

ESCOS
ESCOS

ESCOs, ou Empresas de Serviços de Energia, do inglês “Energy Services Company” são empresas especializadas em serviços de engenharia para conservação de energia. Possuem papel fundamental nos projetos de EE e ER, podendo ser contratadas para implementá-los. Além das etapas de implementação do projeto, as ESCOs possuem as expertises necessárias para a Medição e Verificação (M&V) dos resultados. ESCOs podem ser contratadas para implementar projetos de medidas de eficiência energética, bancando o custo de investimento pelo projeto (incluindo custos de equipamentos, instalação e projeto) através de um Contrato de Desempenho. Essas empresas são pagas através das economias geradas pela implementação das medidas, compartilhando as economias financeiras pela redução de consumo com o cliente. Leia mais sobre contratos de desempenho: ?.

Subsídios para o consumidor final

Mesmo não sendo fontes de financiamento direto para projetos sustentáveis, existem programas que trarão benefícios financeiros para o proprietário. Exemplos de programas deste tipo são as isenções fiscais, como o IPTU Verde e o IPTU Amarelo. IPTU Verde é um desconto no Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), definido pelo poder executivo municipal. O valor do desconto varia dependendo das reformas e medidas implementadas, e o benefício que elas trarão. Algumas medidas que podem gerar descontos são: reuso de água, grau de permeabilização do solo, instalação de sistemas de aquecimento solar e de geração de energia renovável, sendo que cada governo municipal elenca as medidas e as porcentagens de desconto (estas, geralmente, consideram a soma das medidas implementadas). Há diversos municípios que têm implementado programas de desconto no IPTU para construções que adotem medidas de melhorias ambientais, como por exemplo Salvador, BA, Vila Velha, ES, Belo Horizonte, MG, Campos do Jordão, SP, e Curitiba, PR. Em Salvador, há também o IPTU Amarelo. De forma similar ao IPTU Verde, este é para instalação de sistemas fotovoltaicos e, conforme mais energia renovável é produzida no imóvel, maior o desconto. Em Louveira, esse tipo de desconto é chamado de IPTU Sustentável e engloba diversas medidas, podendo acarretar 45% de desconto no IPTU para o consumidor.

Para mais informações:

• Procure no site do seu município

• BUZAGLODANTAS. Desconto no IPTU através da lei IPTU Verde. 2014.

• KARPAT, R. IPTU Verde – Ranking.

• IPTU Verde de Salvador, BA.

• IPTU Amarelo de Salvador, BA.